Telefone: (49) 3621-1415 / contato@ceguarani.com.br

Clube Esportivo Guarani, a Paixão de Um Povo!

A Fundação

O Clube Esportivo Guarani foi fundado em 07 de setembro de 1947, quando São Miguel do Oeste ainda chamava-se Vila Oeste, à época distrito do município de Mondaí, e Comarca de Chapecó. A entidade foi fundada por colonizadores que chegaram ao nosso município vindos do Rio Grande do Sul, na sua grande maioria descendentes de italianos e alemães. A palavra guarani é de origem da língua Tupi, e significa guerreiro.

A primeira Diretoria foi empossada (foto) em 7 de setembro de 1947, tendo como Presidente Waldemar Pedro Rangrab; Vice-Presidente Walnir Bottaro Daniel; 1º Secretário Elio Q. Schreiner; 2º Secretário Guerino Luzzi; 1º Tesoureiro Cerilo Damian; 2º Tesoureiro Rineu Gransotto. O Conselho Fiscal foi formado por Arno Schwambach, Theobaldo Dreyer, Arly Barichello, Tadeu Bregola, Pe. Aurélio Canzi, Avelino de Bona, Laurindo Schacker e Orlando J. Neiss.

Os sócios fundadores do Clube, além dos listados acima, são: Avelino de Bona, Ovivio Neiss, Noé Lajus, Antonio Molin, Heitor L. Stringhini, João Bernat, Guilherme José Missen, Luiz Daniel, Orlando Manzani, Lauro Graeff, Arthur Schmidt, Alcebíades Mariani, Nadyr Bertuol, Osvaldo Coelho, Batista Scandolara, Ernesto Breno Dresch, José Zanin, Oreste Dal Magro, João Manto, Ampélio Veronese e Guerino Telló.

Sedes
O Guarani tinha como sede oficial até o ano de 1962 um prédio na Rua Sete de Setembro, no terreno onde hoje está situado o Banco HSBC. Em 1962, um grande incêndio veio a destruir a sede, até mesmo todos os arquivos do clube. A partir de 1962, até a construção do Ginásio Miguel Ângelo Gobbi, o Clube Esportivo Guarani passou a ter como sede social os fundos do antigo Cine Cacique, hoje Nova Pharol, casa de shows. Com a conclusão do Ginásio, em 1984, a sede administrativa foi transferida para este espaço.

História no Futebol Profissional
Até o ano de 1973, o Guarani participava de competições municipais e intercâmbios intermunicipais ou regionais, até porque não havia liga de futebol em São Miguel do Oeste. Até 1973, o Guarani pertencia à Liga de Futebol de São José do Cedro.

Em 1974, foi criada a Liga Esportiva Fronteirista, e neste mesmo ano foi realizado o Primeiro Campeonato Regional, do qual o CE Guarani sagrou-se campeão. Dessa forma, tomou-se a decisão de participar do Campeonato Catarinense de Futebol Profissional, pela primeira vez na história do Extremo-Oeste. O CE Guarani disputou então a Primeira Divisão do Campeonato Catarinense nos anos de 1974, 1975, 1976 e 1977, na administração do Sr. Waldir João Fedrizzi.

O Guarani apareceu por três vezes na Loteria Esportiva Federal da época. Na oportunidade, o clube ficou 14 (quatorze) partidas invicto. Foram os quatro últimos jogos da Segunda Fase e todos os dez jogos da Terceira Fase do Estadual de 1977 sem derrotas. A 3ª fase era regionalizada (Planalto Serrano e Oeste Catarinense). Com oito vitórias e dois empates na segunda fase, o Guarani sagrou-se campeão do "Troféu Adolfo Camili", único título de uma equipe do Extremo-Oeste no futebol profissional em toda a história.

Em 1977, mais especificamente em outubro daquele ano, houve o pedido de licenciamento do clube junto à Federação Catarinense. No entanto, formou-se uma comissão em prol da continuidade do CE Guarani no futebol profissional. Esta comissão assumiu o Clube por procuração e contrato de responsabilidade mútua. Assinaram o contrato: Clari Vareschini (in memorian), Romildo Schleder (in memorian), Avelino Neis (hoje residente em Porto Alegre), Waldir João Fedrizzi (hoje residente em Florianópolis), Sérgio Volpi (ainda residente em São Miguel do Oeste) e Orlando Mafinski (ainda residente em São Miguel do Oeste). Este contrato foi assinado no dia 1º de novembro de 1977, perdurando até o dia 28 de fevereiro de 1978. Deste modo, o Guarani participou do Torneio Incentivo da Federação Catarinense de Futebol.

O Torneio Incentivo, promovido pela Federação Catarinense de Futebol (FCF), tinha como objetivo manter em atividade os clubes filiados da Divisão Especial, evitando uma pausa completa de jogos oficiais. Isso porque desde o final da Terceira Fase do Estadual, no dia 28 de agosto, os clubes eliminados ficariam inativos até o ano seguinte. O Torneio Incentivo de 1977 só terminou em 1978. A competição ficou paralisada desde o dia 18 de dezembro de 1977 e só reiniciou em fevereiro de 1978, devido às férias dos jogadores. A fase final (em 1978) teve: Internacional (Lages), Figueirense, Carlos Renaux (Brusque), Joaçaba, Comerciário (Criciúma) e Chapecoense.

Valendo ainda lembrar que naquele período estiveram fazendo jogos amistosos em São Miguel do Oeste o Grêmio Fott Ball Porto-Alegrense e o Sport Club Internacional, de Porto Alegre. No dia 30 de agosto de 1976, o Guarani jogou contra a equipe do Milionários, de São Paulo e venceu pelo placar de  4-3. A equipe dos Milionários era composta por ex-jogadores da Seleção Brasileira como: Mané Garrincha, Fio Maravilha, Barbozinha, Humberto Monteiro, Tarciso, Minuca, Gilberto, Oreco, Paulo Borges, Cezar e Robson. No banco, jogadores como Tonho e Osvaldo. O Guarani tinha jogadores como Joãozinho, Lambari, Antonio Carlos, Valmir, Gessi, Paulo Renato, Clari, Alberto, Claudiomiro e Cezar. O técnico foi o Lindomar. O jogo foi arbitrado por Atílio Mallmann, com Simão de Oliveira e Hugo Simm na bandeira.

Em 05 de maio de 1978, houve uma Assembleia, tendo como local o CTG Porteira Aberta, para a formação da Associação São Miguel de Futebol. A união das entidades do município em torno de uma única equipe no futebol ficou somente como um sonho, especialmente do Guarani como do Clube Atlético Montese, mas nunca saiu do papel. Posteriormente, o Guarani licenciou-se das atividades profissionais no futebol.

A era pós-futebol profissional
Com a construção do Ginásio Miguel Ângelo Gobbi, nos anos de 1982, 1983 e 1984, veio o estatuto novo e o Clube Esportivo Guarani filiou-se junto à Federação Catarinense de Futebol de Salão. Foram registrados os atletas em nome do CE Guarani dos anos de 1985 até 1991, quando o clube participou do Estadual de Futsal da Divisão Especial representando São Miguel do Oeste, com o nome fantasia de Bem Bolado, e posteriormente com o nome fantasia de Clube Comercial.

Teve como técnicos dois ex-atletas do futebol de campo: Sergio Antunes “Magrão”, e Joni Miguel Schacker, nomes hoje conhecidos nacionalmente no futsal. No período de 1981 até o ano de 1997, foram promovidos vários Torneios da Amizade de Futebol de Campo. Em 28 de fevereiro de 1997, exatamente 19 anos após a paralisação, houve o retorno do CE Guarani ao futebol de campo, com a categoria juvenil. Assim, quase vinte anos depois, o Guarani voltava à disputa do Estadual de Futebol Amador.

No ano de 1998, houve a participação no Campeonato Estadual de Futsal Categoria Juvenil, com o nome ASME/CE Guarani, ficando com a terceira colocação, tendo sido realizado o Quadrangular Final em São Miguel do Oeste. Em 1999, participou no infanto-juvenil e juvenil, ficando mais uma vez em 3º lugar no estado na categoria juvenil.Em setembro de 2000, houve a paralisação da categoria infanto-juvenil do futsal. Com os mesmos atletas, deu-se início à preparação do sub- 17 para a 9ª edição do Brasileirinho de Futebol de Campo, que foi realizado em Foz do Iguaçú (PR), de 12 a 20 de janeiro de 2001. O Guarani ficou com o terceiro lugar. 

Os títulos amadores
A primeira década do Século XXI foi recheada de glórias para o Clube Esportivo Guarani. O Bugre se transformou na grande força da região no futebol amador, vencendo três Regionais - Fase Oeste e dois Estaduais de Amadores de Santa Catarina, e ainda mais dois Sul-Brasileiros de Futebol Amador (CONFIRA MAIS DETALHES EM BREVE, em "Títulos").

Nossos Presidentes 
Pessoas que emprestaram seu nome à nossa história. Os dados não são completos sobre os antigos presidentes:

1947 - WALDEMAR PEDRO RANGRAB
- OLÍMPIO DAL MAGRO
- BALDUÍNO ETORE STRINGHINI
- AFONSO HOFFMANN
- ATÍLIO LUÍS CALZA
- DANIEL BALDISSERA
- WALDIR JOÃO FEDRIZZI
- ARLY BARICHELLO
- ARMANDO RAMPI
- ADEMAR DE QUADROS MARIANI

1974 e 1975 – ADEMAR DE QUADROS MARIANI. Em 16 de abril de 1975, assumiu provisoriamente como Presidente ORLANDO MAFINSKI
1976 – WALDIR JOÃO FEDRIZZI
1977 – CLAUDIUS AUGUSTUS FAGGION. Vice: ARLY BARICHELLO. Em outubro, assumiu a Diretoria do Conselho Deliberativo, sob o comando do Sr. ARLY BARICHELLO
1979 – Presidente: ARLY BARICHELLO - vice: IVO SANTO RECH (Eram presidente e vice do Conselho Deliberativo)
1980 – IVO SANTO RECH assumiu no lugar de ARLY BARICHELLO
1981 e 1982 – Presidente: EMYR STRINGHIN – vice: ARMANDO RAMPI
1985 a 1987 – Presidente: EMYR STRINGHINI – vice: ALDEMOR BATTISTON
1988 e 1989 – Presidente: EMYR STRINGHINI – vice: ALDEMOR BATTISTON   
1990 e 1991 – Presidente: GILMAR BALDISSERA – vice: IVANOR JOSÉ MOSER
1992 e 1993 – Presidente: LAURO HINING – vice: EMYR STRIGHINI
1994 e 1995 – Presidente: EMYR STRINGHINI – vice: ARMANDO RAMPI
1996 e 1997 – Presidente: ALFREDO FABIANI – vice: ARMANDO RAMPI
1998 e 1999 – Presidente: MARCOS LUFT – vice: EULO CENTENARO
2000 a 2005 – Presidente: ORLANDO MAFINSKI – vice: OSVALDIR ALCIDES DE OLIVEIRA
2006 e 2007 – CLAIRTON GELLER
2008 e 2009 – MARCOS LUFT
2010 e 2011 – Presidente: CELSO ZÍLIO – vice: MIGUEL DE MOURA
2012 e 2013 – Presidente: CELSO ZÍLIO – vice: SÉRGIO HOFFELDER
2014 e 2015 - Presidente: CELSO ZÍLIO – vice: EDI BURIN
2016 e 2017 - Presidente: EULO CENTENARO - vice: ÊNIO GIACOMELLI
2017 e 2018 - Presidente: ÊNIO GIACOMELLI - vices: CELSO ZÍLIO e EGON BRÜGEMANN

Mais Imagens

Veja Todas

Destaque

Próxima Partida

AAPF Pamitos - Guarani
Pércio Lucca (Palmitos), 26 de maio - 15h00
Copa Oeste 2019 - 1ª Fase - 4ª rod. - Grupo A

Leia Mais

História

O Clube Esportivo Guarani foi fundado em 07 de setembro de 1947, quando São Miguel do Oeste ainda chamava-se Vila Oeste, à época...

Leia Mais

Go to top of page