Telefone: (49) 3621-1415 / contato@ceguarani.com.br

Empossada Diretoria do biênio 2020-21

Foi empossada oficialmente na noite desta sexta-feira, dia 10 de janeiro, a Diretoria Executiva do Clube Esportivo Guarani para o biênio 2020-21. A transmissão de posse de Ênio Giacomelli para Miguel de Moura foi realizada no Restaurante Guarani, e logo após os presentes participaram de jantar oferecido pelo clube. Miguel de Moura assume como Presidente do clube, tendo junto a si a nova direção que irá comandar o Bugre nos próximos dois anos.

Os trabalhos iniciaram sob comando do Presidente do Conselho Fiscal, Nereu Mazzutti, e do Contador Ivanor Simon, que apresentaram a Prestação de Contas do exercício 2019, aprovadas pelo Conselho Fiscal, e aprovadas em unanimidade pelos associados presentes. Mazzutti fez questão de salientar os números positivos e a saúde financeira do clube, tranquilizando os sócios de que o trabalho segue sempre com os pés no chão.

Em seguida, foi empossada a nova Diretoria, encabeçada por Miguel de Moura, com os vices Ênio Domingos Giacomelli e Laurindo Borges. A nominata conta ainda com Egon Brüggemann (Vice de Serviços Jurídicos), Fernanda de Moura (Secretária), Paulo Ricardo Drumm (Segundo Secretário), Ildo Giacomelli (Tesoureiro) e Celso Zilio (Segundo Tesoureiro). O Conselho Fiscal Titular é formado por Domingos Zanatta, Vitemar de Andrade e Irani Giusti, tendo como Suplentes Pedro Hoffmann, Ploudecir Mallmann e Itacir Baldissera. O presidente Miguel também nomeou como diretores de Futebol Ênio Giacomelli e Laurindo Borges; diretores patrimoniais Edi Burin e Nelson Santore; diretores sociais (Comunidades) Ari Dall Agnol e Vitemar de Andrade; e assessores especiais Sérgio Hoffelder, Irto Lamb e Eloi Somavilla.

Usando da palavra, o novo Presidente Miguel de Moura relembrou sua trajetória no clube, fazendo parte efetivamente desde 2011. Agradeceu os ex presidentes recentes e membros das diretorias anteriores. Frisou que apesar de nem sempre concordar com todas as decisões, sempre trabalhou pelo Guarani. Lembrou que recentemente foram reformados os Estatutos do clube. Disse que espera contar com o apoio da Diretoria, do Conselho Fiscal, Sócios, Imprensa, Sociedade, Patrocinadores. E também conta com o apoio da torcida fiel e parceira, com o sangue Guarani no coração. Solicitou também o respeito com o clube e o apoio do corpo de colaboradores, lembrando que todos serão cobrados para o bom andamento do Guarani. Conta com o incentivo do Poder Público, ressaltando que o Guarani é um divulgador do nome de São Miguel do Oeste.

Com a força de todos esses setores, Miguel lembrou mais uma vez que o grande sonho do clube é voltar ao futebol profissional, para disputar a Série C ainda em 2020. Para isso, garantiu que seu trabalho será uma sequência do que vem sendo feito no Guarani, com uma visão empresarial da instituição. Garantiu que seguirá as decisões da Diretoria e Assembleia, sempre mantendo a lealdade ao clube, e não será conivente com falcatruas.

O novo Presidente lembrou que não é salvador da Pátria, e precisará do comprometimento de sua direção, contando sempre com o apoio incondicional dos ex presidentes, assim como os apoiou anteriormente. Garantiu que os mandatários não foram eleitos para agradar, e sim para fazer o melhor pelo clube. Deixou marcada a próxima reunião de Diretoria para quarta-feira, às 18h30. Ao final, emocionado, agradeceu o apoio da família, e finalizou dizendo que não será candidato à reeleição. #GuaraniEmFrente!

Veja Todas

Destaque

História

O Clube Esportivo Guarani foi fundado em 07 de setembro de 1947, quando São Miguel do Oeste ainda chamava-se Vila Oeste, à época...

Leia Mais

Go to top of page