Telefone: (49) 3621-1415 / contato@ceguarani.com.br

Mais Uma Taça em 1973, Campeão Regional do Grande Oeste

A temporada 1973 seguiu gloriosa para o Clube Esportivo Guarani. Depois do título da Taça Extremo-Oeste, o Bugre faturou também a Taça Gener – Campeão Regional do Oeste, envolvendo equipes de toda a Grande Região Oeste. A Gener (Cia. Gener Agricultura, Indústria e Comércio) foi uma empresa cerealista estabelecida em São Miguel, onde hoje situa-se a JBS.

Na final, o Guarani, fora de casa, bateu o Sadia (Concórdia). Vitória de virada por 2-1, com um jogador a menos. Os gols do título foram marcados por Amélio (Amélio Guerrero, de Anchieta), e por um dos maiores jogadores da história do Guarani: Osni Leandro de Souza, o Tião. O time ficou hospedado no Hotel Avenida. Era mais um passo decisivo do Guarani na trilha do profissionalismo no futebol, que viria no ano seguinte. O jogo foi muito duro, inclusive o zagueiro Nédio sofre um corte profundo na cabeça, com bastante sangramento, e seguiu em campo mesmo assim. Na foto, no antigo Cine Cacique, da esquerda para a direita: Tião, Waldir Fedrizzi, Virgínio Favero, Pe. Aurélio Canzi e Lambari

Outra história pitoresca dessa final: um dos atletas tinha o hábito de tomar uma injeção famosa na época, acreditando haver ganho no rendimento dentro de campo. Ocorre que naqueles dias chegou ao conhecimento da direção esse procedimento, por aviso de uma pessoa de confiança. De pronto foi veementemente negado que se continuasse com as aplicações, que não condiziam com o pensamento  do clube. No dia da final, o técnico Alfeu Martha de Freitas chamou a diretoria para falar sobre o referido atleta, que se encontrava desanimado e sem confiança, por não poder mais fazer uso do pseudo estimulante, de nome glucoenergan. Contatou-se então um farmacêutico local, de Concórdia, que reforçando a posição da diretoria colocou-se contra o expediente. E sugeriu uma solução: aplica-se uma solução sem ativo algum, apenas para satisfazer a parte psicológica do atleta: um placebo, como define-se tecnicamente. Se fez efeito ou não, o jogador em questão era o mais animado no ônibus, desejoso de chegar ao estádio, e teve grande atuação, multiplicando-se após a expulsão do ótimo Nicanor Annoni (que depois chegou ao futebol profissional). Após o jogo, exausto, o referido atleta mal podia comemorar o título histórico. Infelizmente, não temos registro de imagens dessa partida, mas você pode ver algumas fotos da comemoração junto à matéria. Mais fotos em breve. #GuaraniEmFrente!

Veja Todas

Destaque

História

O Clube Esportivo Guarani foi fundado em 07 de setembro de 1947, quando São Miguel do Oeste ainda chamava-se Vila Oeste, à época...

Leia Mais

Go to top of page